Curso de extensão “Uma revolução particular: o movimento brasileiro de prostitutas”

convite uma revoluçao particularEntre os dias 23 e 27 de novembro, o Observatório da Prostituição estará oferecendo o curso de extensão “Uma revolução particular: o movimento brasileiro de prostitutas“, com a participação de muita gente bamba responsável pela construção dessa história, uma das mais importantes entre as lutas contra as opressões em nosso país. Entre os convidados, representantes da Rede Brasileira de Prostitutas, ativistas aliados, parceiros do OP, pesquisadores, parlamentares e agentes dos campos do Trabalho e da Saúde. Esse também será um momento único para relembrarmos a trajetória de Gabriela Silva Leite, principal articuladora do movimento brasileiro de prostitutas que nos ajudou a consolidar o projeto de extensão Observatório da Prostituição, em parceria com a Associação Brasileira Interdisciplinar de Aids-ABIA, o Arquivo Publico do Estado do Rio de Janeiro-APERJ, o Laboratório de Etnografia Metropolitana-LeMetro/IFCS-UFRJ e o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional-IPPUR-UFRJ. Preparem-se pois teremos também sessões de filmes (e com lançamentos!), exposições, feira de livros, distribuição do jornal Beijo da Rua e uma grande surpresa ao final… tchan tchan tchan tchan… pois não podemos esquecer que o Rio de Janeiro está comemorando os seus 450 anos e, com tanta gente boa reunida ali pertinho da Praça Tiradentes, nada melhor do que fazermos uma grandiosa revolução particular participando dessa festa em grande estilo !

Aguardem a programação completa, que será em breve disponibilizada aqui em nossa página e também nas redes sociais.

Ementa-aperitivo:

A constituição do movimento brasileiro de prostitutas, seus contextos, seus lugares, suas razões e seus interlocutores. O Estado, a Igreja, as prostitutas e a luta pelo reconhecimento da prostituição nas arenas públicas. A produção de conceitos nas campanhas de saúde. O reconhecimento da prostituição como trabalho. A produção de novos sentidos da prostituição através da mídia e da moda. As disputas no legislativo: direitos civis, direitos sexuais, direitos humanos. O movimento de prostitutas hoje e os desafios contemporâneos.