Anistia Internacional aprova proposta de descriminalização da prostituição

Hoje é um dia historico na luta pelo reconhecimento do trabalho sexual. A Anistia Internacional votou a favor da proposta de apoio à descriminalização do trabalho sexual ao final da Reunião Internacional do Conselho, realizada em Dublin, com cerca de 400 membros provenientes de 60 paises.

A pressão para que a organização votasse contra a proposta foi grande. Estrelas de Hollywood e o ex-presidente americano Jimmy Carter integraram o lobby abolicionista, pedindo à Anistia Internacional que “permancesse comprometida com a sua missão” e acatasse o modelo nórdico de criminalização de clientes, hoje discutido na França e já acatado em países escandinavos.

Apesar da mobilização contraria, a proposta passou “confortavelmente” pela maioria dos votantes, de acordo com Sarah Beamish, membro do conselho que auxiliará na elaboração da proposta final.

O Observatório da Prostituição felicita a Anistia Internacional por esse passo determinante para a requalificação do debate sobre o trabalho sexual no cenário internacional e contra o movimento punitivo e restritivo dos direitos civis em curso em vários paises.

 

Uma ideia sobre “Anistia Internacional aprova proposta de descriminalização da prostituição

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>